Situação de parte do Complexo Esportivo Ciro Nardi: equipe do gabinete do vereador Fernando Hallberg foi ao local e constatou os problemas

O Complexo Esportivo Ciro Nardi, que fica ao lado do Cemitério Central de Cascavel, possui uma ampla área. Um dos espaços vagos, que fica próximo a Casa da Economia Solidária (desativada), acaba completamente com a visão esportiva, de cuidado e de inclusão social do local.

A assessoria do vereador Fernando Hallberg (PDT) foi até lá e encontrou dezenas de equipamentos de academias da terceira idade inutilizados, sem manutenção alguma.  Muito lixo de todo tipo está no mesmo local: televisão, computador, vaso sanitário, garrafas pet, papéis, restos de folhas, dentre tantos outros itens.

Um parquinho infantil inteiro está “jogado” em um canto. Formiga é o que não falta nos fundos do Ciro Nardi, os insetos tomam conta e estão por todo lado. A situação é crítica e o gabinete elaborou o ofício n. 666 (Para Secretaria de Cultura e Esportes) e o ofício n. 667 (Para a Vigilância Sanitária), ambos solicitando o máximo de informação e possíveis soluções para a situação do Complexo Esportivo.

Esse problema foi denunciado pela população por meio das redes sociais. Você também pode passar a sua demanda para o gabinete do vereador Fernando Hallberg, entre em contato pelo WhatsApp: (45) 99142-2288.

Atualização

O gerente de espaços esportivos da Secretaria de Cultura e Esportes de Cascavel, Josias de Souza, veio ao gabinete prestar os esclarecimentos. Segundo ele, cerca de 40 aparelhos estão no Ciro Nardi aguardando para serem reformados. “Nós recolhemos os equipamentos com defeitos dos espaços públicos, trazemos ao Ciro Nardi e lá, conforme vamos conseguindo, é realizada a reforma para depois realocarmos as academias e parquinhos pela cidade”, explica.

Os trabalhadores responsáveis por esse serviço são presos da PIC (Penitenciária Industrial de Cascavel). “Eles vão aos locais, fazem a retirada dos parquinhos e ou academias, trazem ao Ciro Nardi, reformam e depois fazem a instalação”, diz Josias. Os parquinhos e ou academias que não tem conserto são encaminhados ao Ecolixo. Josias afirma que os equipamentos voltam para a população quando “estão com ótima qualidade e muita segurança”.

A antiga Casa da Economia Solidária, que fica em anexo ao Ciro Nardi, recebe os presos, lá eles se alimentam e tomam banho, e dali são distribuídos para os diferentes serviços pela cidade. São cerca de 20 pessoas realizando as atividades da secretaria. Eles passam o dia trabalhando para o município e a noite voltam para a penitenciária.

Em relação ao lixo encontrado nos fundos do Complexo Esportivo, o gerente de espaços esportivos respondeu: “A cada 15 dias um caminhão da Secretaria de Meio Ambiente vai até lá, recolhe e dá a destinação correta para cada tipo de resíduo”.

Assessoria de Imprensa/Fernando Hallberg

Informativos por e-mail

Inscreva-se em nossa lista de e-mail e receba as ultimas informações sobre a politica de cascavel, além de poder ajudar a decidir o caminho que devemos seguir