Iluminação pública: Comissão recebe secretário de obras para esclarecimentos

Não é de hoje que a iluminação pública causa descontentamento na população, já que todos pagam igualmente a taxa na conta de luz. Não só nos veículos de comunicação, mas também nas mídias sociais há com frequência relatos deste problema. Somente no gabinete do vereador Fernando Hallberg, desde o início do mandato foram 259 solicitações de manutenção, e em 2017 por meio do 156 e aplicativo Particity, os pedidos por reparos chegaram a 7,7 mil.

Por esses e outros motivos a Comissão de Segurança Pública e Trânsito, composta pelos vereadores Fernando Hallberg (PDT), Pedro Sampaio (PSDB) e Policial Madril (PMDB) realizou, na tarde de hoje, reunião com o Secretário Municipal de Serviço e Obras Públicas, Adelino Ribeiro. O intuito foi buscar respostas e esclarecimentos. Pedro Sampaio se referiu a área como “um problema crônico da cidade”.

O encontro foi uma reunião ordinária da Comissão. Hoje o Município está com mais ou menos R$ 16 milhões em caixa para a área de iluminação pública. Dez pessoas fazem as substituições das lâmpadas e outros componentes, destes são cinco eletricistas e cinco motoristas, há também cinco caminhões que fazem o serviço.

Adelino afirmou que enviou documentação para contratar mais seis servidores do concurso em vigor, mas isso só será possível se o Município sair do índice prudencial. Ele ainda falou da aquisição de dois caminhões em um primeiro momento e mais dois no futuro, ambos solicitados ao Executivo. Quanto a quantia de lâmpadas trocadas, foram passados os seguintes dados:

 

Ano:                    Lâmpadas:

2017____________12.600

2018____________15.618

2019____________15.142 (até o momento)

 

Em agosto foram trocadas 2,7 mil lâmpadas. Segundo o secretário, desde quando começou o mutirão pelos bairros, os servidores estão fazendo três horas extras/dia e ainda trabalham em alguns sábados. Em agosto foram feitas 260 horas extras. O primeiro bairro que recebeu o Mutirão foi o Santa Felicidade, agora falta só o Neva. “Após terminarmos os bairros vamos voltar a atender a população por meio do 156”, disse Adelino.

O secretário afirmou que a solução para o problema é a compra de lâmpadas de LED, que segundo ele, economizam energia e possuem menos componentes. A pasta pretende investir aproximadamente R$ 10 milhões na compra de 8,1 mil lâmpadas. No dia 20 o projeto vai para o Departamento de Compras do Município.

Adelino pretende solicitar mais 8 mil lâmpadas no ano que vem, com isso a secretaria acredita que 50% das luminárias da cidade sejam substituídas. A equipe técnica da secretaria informou que essas lâmpadas são totalmente instaladas pelo fornecedor e possuem cinco anos de garantia. Os vereadores da Comissão entregaram ao secretário todos os pedidos que a população enviou aos gabinetes trazendo os locais problemáticos de Cascavel.

 

A reunião ordinária está disponível no link:

 

Assessoria de Imprensa/Fernando Hallberg

Informativos por e-mail

Inscreva-se em nossa lista de e-mail e receba as ultimas informações sobre a politica de cascavel, além de poder ajudar a decidir o caminho que devemos seguir