Avenida Piquiri e PR-180: Comissão de Trânsito questiona Sesop, DER e Cettrans

Em praticamente toda extensão da Avenida Piquiri (lado norte) e o trecho da PR-180 até a altura da Lar, existem muitos buracos, alguns bem profundos, que representam risco aos motoristas que trafegam nas vias. A rodovia, além dos buracos, virou um depósito de lixo, descarte de todo tipo de item é encontrado às margens da 180.   

Já a esburacada Piquiri também possui trechos sem meio-fio, sem calçada e sem sinalização horizontal, ainda há terra espalhada para todo lado em alguns locais, próximo a empresa Corso, esse problema é facilmente encontrado.

A avenida é uma das principais vias da região norte de Cascavel. O tráfego é intenso durante todo o dia, se intensificando no início da manhã, horário do almoço e fim da tarde. A Piquiri é via de acesso aos bairros Interlagos, Brazmadeira e São Cristóvão, Conjunto Julieta Bueno e Jardim Melissa também dependem da avenida. A área ainda concentra muitas empresas.

Essa demanda chegou a Comissão de Trânsito (vereadores Fernando Hallberg [PDT], Pedro Sampaio [PSDB] e Policial Madril [PMDB]) via redes sociais. Uma motorista que sempre usa a Avenida Piquiri informou que já fez vários contatos e protocolos junto a prefeitura, mas sem resultado. Segundo ela, as repostas eram que “a pessoa responsável foi ao local e não encontrou os buracos e demais problemas”.

Foram elaborados ofícios para Sesop (Secretaria de Obras), Cettrans (Companhia de Engenharia de Transporte e Trânsito) e DER-PR (Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná), a fim de cobrar as devidas melhorias para a Avenida Piquiri e também para a PR-180.

Assessoria de Imprensa/Fernando Hallberg


Quer acesso em tempo real a tudo que está acontecendo sobre a COVID-19 em Cascavel?

Entre em nosso grupo de notícias no WhatsAPP!
Entrar no Grupo